27 de fevereiro de 2021 - 01:30

? ºC Cuiabá-MT

Cidades

13/12/2020 12:32

“Conclusão de obras em escolas técnicas demonstra comprometimento", diz secretário

O Governo de Mato Grosso investe R$ 15 milhões na conclusão de oito escolas técnicas, cujas obras estavam paralisadas há anos. Cinco serão entregues no ano que vem.

O objetivo, segundo o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, é garantir melhor qualificação e aumentar o número de profissionais capacitados para o mercado de trabalho no Estado.

Quase duas mil vagas foram oferecidas neste ano, por meio de ensino à distância (EAD) por causa da pandemia, enquanto para o próximo ano estão programadas novas sete mil vagas para 75 cursos.

Leia a entrevista a seguir:   

Há uma grande demanda no Estado por profissionais capacitados para o mercado de trabalho. Como a Seciteci busca suprir essa demanda? As necessidades de mão-de-obra qualificada do Estado serão atendidas? Qual a maior procura?

Nilton Borgato – No início da atual gestão, fizemos uma consulta pública, utilizando o apoio de todos os municípios mato-grossenses e chegamos aos cursos mais procurados, com as maiores demandas.  São cursos como técnico em agropecuária, em edificações, em enfermagem e em programação de web. Foram os cursos apontados pela consulta, que vamos oferecer para atender a maioria das demandas em nosso Estado.

Neste ano, atípico por causa da pandemia, procuramos dar continuidade à qualificação de nossos jovens, para quem deseja uma nova alternativa de vida, se qualificando para melhorar sua renda familiar.

Utilizamos cursos via EAD (ensino à distância) e descobrimos que, de certa forma, foi um grande sucesso, pois conseguimos atingir todas as nossas metas. A procura superou nossas expectativas e, por isso, a equipe continuará oferecendo os cursos à distância.

Foram oferecidas quase duas mil vagas em 2020. Conseguimos qualificar e certificar as pessoas. Foram cerca de 1.600 vagas para os cursos de Operador de computador e Promotor de Vendas e novas 300 vagas estão abertas para Programador de Web, cujas inscrições podem ser feitas pelo site www.secitec.mt.gov.br.

Para o próximo ano, quais serão os investimentos aplicados nos cursos profissionalizantes? Quantos serão oferecidos?

Nilton Borgato – Para 2021, temos uma programação em torno de 75 cursos a serem ofertados para o cidadão mato-grossense. Serão pelo menos sete mil novas vagas, em 125 novas turmas em cursos de qualificação profissional, aperfeiçoamento e técnico, tanto presenciais quanto à distância (EAD).

Um investimento de recursos federais de quase R$ 4 milhões para os cursos técnicos e R$ 1,6 milhão para os reeducandos, que terá um diferencial. Parte (40%) dos recursos destinados aos reeducandos será destinada ao atendimento de suas famílias e aos apenados em liberdade condicional.

O Governo está investindo para concluir a construção de novas Escolas Técnicas Estaduais, que estavam com as obras paralisadas há anos. Quais as regiões que serão atendidas e a previsão de entrega das escolas?

Nilton Borgato – Este é um convênio antigo, que perdura há décadas na Secretaria. A atual gestão, se comprometendo com a qualificação profissional, está investindo fortemente em sua contrapartida. Neste ano, Mato Grosso já investiu R$ 15 milhões e estamos com todas as regiões atendidas.

Temos obras sendo retomada em Cáceres, Cuiabá, Água Boa, Primavera do Leste e em Campo Verde, onde nesta semana foram reiniciadas as obras, que estavam paralisadas.     

Em Juara, Matupá e Sorriso, onde as obras estão paralisadas, pretendemos retomá-las até abril do próximo ano. A previsão é entregar entre quatro e cinco escolas já em 2021.  Cada uma destas escolas atenderá em média 1.200 alunos.  

De que forma a Seciteci busca incentivar o interesse dos jovens para a ciência e tecnologia?

Nilton Borgato – A proposta é incentivar nossas crianças e adolescentes pela inovação, com feiras de Ciências, com a Carreta MT Ciências, uma grande atração, com a qual temos rodado o estado. Onde chega, incentiva e motiva crianças e adolescentes.

A carreta MT Ciências é a maior existente no país e está inteiramente equipada. No total, possui 32 instalações tratando de temas do conhecimento multidisciplinar e sensibilizando seus visitantes para a importância da ciência e da biodiversidade do Estado.

Com a pandemia, nos readequamos e o projeto tem sido apresentado virtualmente. Para 2021, a meta é retomar as atividades presenciais, com todos os cuidados exigidos. 

O que podemos esperar da Seciteci para os próximos anos?

Nilton Borgato – Continuar capacitando, melhorando a qualidade de vida de cada um que participa de um curso, que consegue preencher uma vaga no mercado de trabalho; melhorando ainda mais o atendimento ao cidadão mato-grossense, propiciando um ambiente com pessoas capacitadas e preparadas. 

Este é o nosso objetivo, além de continuar fazendo os investimentos que contribuam com o desenvolvimento de Mato Grosso.


Copyright  - A Noticias de HJ - Todos os direitos reservados  - contato@noticiasdehj.com.br